O Natal e o Réveillon com pacotes de ceia/hospedagem ou somente jantar com ceia avulsa são as novidades preparadas pela Rede Mirador em suas quatro unidades de Copacabana: Royal Rio, Mirador Rio, Majestic Rio e Mirasol. Segundo a diretora do Royal Rio, Ana Tunas, “O bairro de Copacabana retornou a sua vocação turística. Atentos ao crescimento do turismo nacional e da demanda aumentada de turistas estrangeiros com o dólar em alta, o hotel voltou sua atenção aos segmentos familiar e lazer, com eventos para o Natal e Ano Novo”, concluiu a diretora. O Royal Rio oferece pacotes com hospedagem/ceia de Natal, que podem ser adquiridos separadamente. Já para o Réveillon a disponibilidade é somente para a ceia especial com bebidas inclusas.

No Mirador Rio, ainda há vagas de hospedagem para o Natal. A programação de Réveillon será uma ceia com jantar especial, decoração e música ambiente. Não há mais vagas de hospedagem para o Réveillon, somente para a ceia, que se inicia às 19:30 e se encerra às 23:30, no restaurante do lobby. Os clientes terão acesso ao terraço com vista para os fogos.

No Majestic será servida ceia de Réveillon, que poderá ser adquirida à parte da hospedagem. O jantar será servido no dia 31, de 19:30 às 23:00, com pratos à base de bacalhau, salmão, carpaccios diversos e sobremesas. Não há vagas para hospedagem no Réveillon, só para o Natal.

No Mirasol a ceia de Réveillon será realizada no restaurante com buffet de saladas, pratos quentes, sobremesas e bebidas inclusas. A nova área da piscina que foi inaugurada no mês passado, possui vista para a queima de fogos na orla de Copacabana. Não há mais vagas de hospedagem para o Réveillon, somente para a ceia.

Mirasol-VistaDeManha-fittoscreen Natal-Mirador-Fachada Majestic-Fachada RoyalRio-PiscinaESol2

O Réveillon de 2015 em Copacabana vai ter além do show de fogos de artifício que faz a festa ser uma das mais famosas do mundo. Quem estiver nas areias de Copacabana na virada para 2016, ano em que o Rio sedia os Jogos Olímpicos, vai se encantar com os arcos olímpicos flutuantes que serão instalados no mar, a 350 metros da areia, na altura da Rua Figueiredo Magalhães. A estrutura de 20 metros de altura e 50 metros de comprimento é um projeto do cenógrafo Abel Gomes, o responsável pela Árvore de Natal da Lagoa. Além disso, em 2015, o Réveillon de Copacabana terá no palco principal a apresentação do espetáculo musical “Sambra”, algo inédito nos shows de Ano Novo, contando a história do samba e depois dos fogos o cantor Zeca Pagodinho comandará a festa com seus convidados. O secretário municipal de turismo do Rio, Antonio Pedro Figueira de Mello, fala que, “O samba é um ritmo tipicamente carioca e completa cem anos em 2016. Nada mais natural que ele seja lembrado no Ano Novo Olímpico. A queima de fogos vai durar cerca de 15 minutos.

Serviço
Contatos para reservas e valores:

 Hotel Royal Rio - Telefone: 2122 -9292
Ceia Natal- saladas, frios, pratos especiais e sobremesas – R$100 por pessoa
Ceia Réveillon- saladas, pratos frios, especiais, sobremesas e bebidas inclusas – R$290 por pessoa.*

 Hotel Mirador Rio -  Telefone: 2131-9292
Ceia de Réveillon – jantar com buffet incluso sobremesas e ½ champagne por casal – R$ 160 + 10% por pessoa*

Hotel Majestic - Telefone: 21 2548 -2030 reservas@majestichotel.com.br
Ceia de Réveillon – Jantar com pratos frios, quentes e sobremesas – R$ 100,00 + 10% taxa por pessoa.*

Hotel Mirasol – Telefone: 2123-9292
Ceia de Réveillon – Jantar com buffet de saladas, pratos quentes, sobremesas e bebidas inclusas – R$295*

*Valores podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Texto por Deborah Sathler

Com a proximidade do festival, a ansiedade só aumenta! Prepare-se com as dicas abaixo e curta esse mega evento sem dor de cabeça.

Como chegar:
Além dos bloqueios do trânsito nas proximidades do evento, não há estacionamento no local, portanto não é recomendável ir de carro. A prefeitura criou uma linha expressa do BRT partindo da Alvorada para uma estação temporária montada em frente à Cidade do Rock, na Avenida Embaixador Abelardo Bueno. Além desta opção, o público poderá chegar pelos ônibus Primeira Classe ou pelas linhas regulares que deixam próximos ao evento.

Integração com BRT
O embarque será feito no terminal Alvorada, onde já será paga a tarifa de duas passagens, salvo do público que estiver fazendo baldeação do BRT Transcarioca (que pagará apenas R$3,40 para garantir a volta). Todos receberão uma pulseirinha que dará direito ao embarque na volta do evento, já que na estação da Cidade do Rock não haverá roleta para cobrança. Quem já possui RioCard será descontado em R$6,80. Já o público que quiser pagar em dinheiro, deverá desembolsar R$7,80, sendo R$1 reembolsável na revolução do cartão após o uso. A compra do cartão pode ser feita antecipadamente em qualquer loja RioCard ou no dia, no Terminal. O trajeto da faixa exclusiva de 15 quilômetros deve ser percorrido em 20 minutos. Na ida, entre 14h e 19h, e na volta, entre 0h e 4h, o intervalo entre os ônibus será de 3 minutos.
Atenção: o embarque de pessoas sem a pulseira, que desejem apenas voltar pelo BRT, será feito pela estação Rio 2.

Ônibus regulares
As linhas que já passam pelo local estarão disponíveis, mas podem sofrer alteração no percurso devido às interdições ao trânsito.
- Linhas que circulam na Av. Embaixador Abelardo Bueno
352 (Riocentro – Castelo) e 613 (Del Castilho – Riocentro). As linhas 832A (Colônia – Hospital Sarah) e 931A (Del Castilho – Fundão) só funcionarão até meia-noite.
- Linhas que circulam na Av. Olof Palme e Rua Abrahão Jabour
348 (Riocentro – Castelo), 368 (Riocentro – Castelo) e 954A (Curicica– Recreio). As linhas 959A (Curicica– Recreio), 808A (Colônia– Recreio) só funcionarão até meia-noite.

Ônibus Primeira Classe
Os veículos sairão com hora marcada de 16 pontos espalhados por vários bairros direto para a Cidade do Rock. Na ida, é preciso definir o horário e o local da saída, na volta, os ônibus partem a partir das 22h e até 2h após o término do último show. A passagem de ida e volta custa R$70 e precisa ser comprada com antecedência em um dos dois pontos de venda: Botafogo Praia Shopping ou Shopping Nova América. É permitido comprar até quatro cartões por pessoa por dia de show. Mais informações no site.
Táxi
Para dar uma opção a mais na volta do evento, um ponto especial de táxi será montado na Cidade das Artes, que está interligada ao Terminal Alvorada, onde será feito o desembarque da linha expressa do BRT. Os taxistas estarão autorizados a operar com uma tabela de tarifa pré-fixada pela Prefeitura para os dias do festival. Segundo a Secretaria Municipal de Transportes, haverá sinalização indicando a localização do ponto além de fiscalização da SMTR.

O que é proibido levar:
Bastão de selfie, latas, capacetes, cadeiras e bancos, objetos cortantes ou perfurantes, objetos pontiagudos, fogos de artifício, guarda-chuva, bebidas em qualquer recipiente, veículos motorizado ou não (skate, bicicleta, triciclos), utensílios para armazenamento (coolers, isopor), objetos de vidro, de plástico (inclusive pote estilo tupperware) e metal (perfumes, cosméticos, inclusive desodorante de qualquer tipo, pasta e escova de dente). Alimentos industrializados lacrados, como biscoitos, torradas e barras de cereal.

O que pode levar:
Sanduíches e frutas acondicionadas em sacos transparentes, do tipo “Zip Lock”. Será considerado um limite de até cinco itens iguais por pessoa para consumo próprio. Capa de chuva, mochilas.

Crianças e adolescentes:
A classificação etária é 15 anos. Significa que crianças e adolescentes mais novos devem estar acompanhados dos pais ou responsáveis legais, que deverão inscrever o menor no Ponto de Informação e permanecer no local do festival enquanto o menor estiver presente. É preciso apresentar um termo de autorização que pode ser encontrado no site. Esta determinação, assim como a classificação etária, está sujeita à alteração nos termos do Alvará a ser expedido pelo Juízo de Direito da Vara da Infância, da Juventude e do Idoso.

Meia entrada:
Quem tem direito à pagar meia precisa comprovar o benefício na entrada do festival. Confira a lista dos documentos aceitos:
Estudantes: documento de identificação estudantil (carteira de estudante ou comprovante de matrícula) expedido pelo correspondente estabelecimento de ensino e/ou pela associação estudantil e/ou agremiação estudantil a que pertençam, além de um documento de identidade com foto (boleto bancário ou comprovante de mensalidade não serão aceitos);
Idosos (com idade igual ou superior a 60 anos): documento de identidade ou documento com foto que comprove a sua condição.
Menores de 21 anos: documento de identidade ou documento com foto que comprove a sua condição.
Professores da rede pública municipal de ensino do Rio de Janeiro: Número da Carteira funcional expedida pela Secretaria Municipal de Educação do Município do Rio de Janeiro.
Portadores de Necessidades Especiais (PNE): documento de identidade ou documento com foto que comprove a sua condição.
Portadores de Deficiência: documento de identidade ou documento com foto que comprove a sua condição. Acompanhante de portadores de deficiência: documento de identidade.

Fonte: Veja Rio

Em 2015 os sete hotéis da Rede Mirador estão sendo reformados, ampliados e a Rede ganhará duas novas unidades, o Royal Regency, no bairro do Catete na Zona Sul do Rio, e o Royal Atlântica na Praia dos Cavaleiros em Macaé. A inauguração do Royal Atlântica será em junho de 2015 e o Royal Regency está prevista até o primeiro semestre de 2016. As cinco unidades de Copacabana e as duas unidades de Macaé passaram por reformas completas nos apartamentos como: pintura, nova decoração, infraestrutura com novo sistema hidráulico, chuveiros, instalações de televisores de LCD, internet, compra de mobílias, colchões e roupas de cama.

Juan Lema e Daniel Arantes

Juan Lema e Daniel Arantes

O diretor da Rede Mirador, Juan Santos Lema, falou da escolha da região do Catete para a nova unidade da Rede no Rio “Estamos atentos às exigências dos nossos públicos, de turismo e corporativo, cada vez mais exigentes. Por isso a opção da Rede em oferecer novas unidades, tanto para o corporativo e opções diversificadas para o lazer familiar. A escolha pela região do Catete foi estratégica para o atendimento do segmento corporativo. Além da região atender todas as exigências logísticas – metrô e deslocamentos para o centro e Zona Sul – e possuir um charme peculiar de ter sido o berço político do país. São seis mil metros quadrados de área construída no coração do Rio e com apartamentos de alto padrão” concluiu Juan Santos Lema.

O gerente de vendas, Daniel Arantes, fala do compromisso de ser a Rede de Hotéis mais carioca do Rio, “Começamos a reforma dos hotéis para a Copa do Mundo em 2014, quando tivemos 100% de ocupação e um dos nossos hotéis tornou-se base para o patrocinador master do evento. A Copa do Mundo foi excelente e a nossa expectativa para 2016 são as melhores. Todas as nossas unidades estarão prontas e reformadas para as Olimpíadas. Estamos com o cronograma do planejamento de obras simultâneas sem atrasos e totalmente ajustado com os compromissos firmados com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), e 90% do inventário assinado com o Comitê já foi cumprido. Estamos entregando 765 apartamentos totalmente novos para a cidade do Rio de Janeiro até o final deste ano. Não à toa, a Rede Mirador recebeu do COB, ABIH/RJ e SENAC/RJ o selo da categoria Hotel Turístico, após uma extensa vistoria com integrantes das três instituições. Estamos fazendo a nossa parte para cada vez mais e melhor atender”, completou o gerente de vendas da Rede.

Segundo o subsecretário municipal de turismo do Rio de Janeiro, Philipe Campello, “Nas Olimpíadas vamos viver um momento muito parecido com a Copa. É uma oportunidade única de mostrar o Rio, bonito e competente na realização de grandes eventos. A meta é, após os Jogos, manter a taxa de ocupação das vagas nos hotéis do Rio acima dos 70%, em 2014 já com uma capacidade instalada maior, foi de 72,4%“, disse o subsecretário. O presidente da  Associação Brasileira das Indústrias de Hotéis no Rio (ABIH- RJ), Alfredo Lopes, falou que, “Estamos buscando o espaço para um novo centro de convenções na Zona Sul, próximo aos pontos turísticos. E que o Centro e a Zona Sul, configuram os dois polos hoteleiros de negócios e lazer”.

Conheça o diferencial das duas novas unidades da Rede Mirador:

Royal Regency – Quatro estrelas com vocação corporativa da Rede contará com 149 apartamentos de alto padrão e está sendo preparado com design contemporâneo, tanto nos apartamentos como nas áreas comuns. Localizado na Rua Artur Bernardes, do lado do metrô. A região central faz ligação rápida para Zona Sul, cerca de 10 minutos. Conceito: Corporativo Moderno. Previsão de entrega: primeiro semestre de 2016.

Royal Atlântica – Na Praia dos Cavaleiros, o mais sofisticado hotel da Rede contará com 250 apartamentos em categoria superior, decorados e equipados com o que há de melhor. Planejado para atender sobretudo ao público executivo, irá oferecer serviços personalizados, em um ambiente 5 estrelas com valor mais acessível. Destaque para o amplo restaurante e a área de lazer. Conceito: Sofisticação. Previsão de entrega: Junho de 2015.

Quarto modelo do hotel Royal Regency

Quarto modelo do hotel Royal Regency

Conheça o diferencial das unidades da Rede Mirador em Copacabana:

Royal Rio – Teve a área externa e da cobertura reformadas- piscina, fitness center e bar. Os quartos possuem 2 camas Kings Sizes com hidromassagem e sauna nas categorias luxo e super luxo, que corresponde a 80% dos 240 apartamentos. Piscina e Lobby bar modernizados. Conceito: Cosmopolita Luxo.

Real Palace – Todos os 59 apartamentos foram reformados completamente, seguindo o padrão do Royal Rio, atendimento acolhedor, tendo como diferencial o excelente restaurante que também é aberto ao público. Conceito: Intimista.

Mirasol – Os 90 apartamentos estão sendo reformados e ampliados. A recepção e o lobby também passaram por reforma e nova decoração. A piscina está sendo reformada, a área de lazer ganhará novo espaço fitness e o Lobby bar contará com estrutura modernizada- espreguiçadeiras e novas mobílias. A sauna reformada com vista exclusiva para o mar. Conceito: Glamour.

Mirador – Os 138 apartamentos estão sendo completamente reformados e decorados. A cobertura foi toda modernizada- piscina, bar, fitness center, sauna a vapor e área externa. Os apartamentos da cobertura possuem vista lateral para o Cristo Redentor. Os 4 salões de eventos também foram reformados com capacidade para 400 pessoas. Conceito: Corporativo Clean.

Majestic – Os 89 apartamentos foram reformados e modernizados buscando um conceito clean e sofisticado, assim como a área da cobertura e piscina com sua moderna iluminação em LED. O restaurante estará sendo reformado no ano que vem. Conceito: Três estrelas- superior. Conheça o diferencial das unidades da Rede Mirador em

Macaé:

Royal Macaé- Todos os 200 apartamentos foram totalmente redecorados, incluindo as 03 Suítes Presidenciais, cada uma tendo sua temática Clássica, Moderna e Contemporânea. O restaurante Royal Gourmet foi repaginado junto à com luxuosa recepção. Conceito: Corporativo Sofisticado.

Royal Ocean- Com apenas 2 anos o hotel já redecorou seus 183 apartamentos, lobby e ampliou o restaurante, com intuito em sempre surpreender o hospede. Conceito: Corporativo Contemporâneo.

Texto: Deborah Sathler

deborah@multicomunicacao.com.br

A Muito Leal e Heroica Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro. Uma rara exposição com as obras de arte originais que deram origem ao livro considerado pelos especialistas como o mais importante livro de arte já realizado no Brasil. Produzido por Raymundo Ottoni de Castro Maya (1894-1968), e realizado por Gilberto Ferrez (1908-2000). A exposição apresenta pinturas, gravuras, desenhos, fotografias e mapas que espelham a vida, os usos e a paisagem da cidade do Rio de Janeiro desde sua fundação até o momento da publicação do livro, no IV Centenário, em 1965. Obras de artistas de renome como Thomas Ender, Jean-Baptiste Debret, Johann Moritz Rugendas, Eduard Hildebrandt, Joaquim Candido Guillobel, Victor Meirelles, Victor Frond, Angelo Agostini e Marc Ferrez. Livre. Centro Cultural dos Correios. R. Visconde de Itaboraí, 20, Centro. De terça a domingo, 10h a 19h. Grátis. Até 12 de julho.

Tarsila e Mulheres Modernas do Rio. A exposição descreve um percurso do fim do século XIX ao término da Segunda Grande Guerra apresentando mulheres que, em seus diferentes campos, guardam entre si um traço comum: os papéis modernos, ou mesmo revolucionários, que desempenharam em suas áreas. Por vezes notórias, por outras incógnitas, suas atuações foram centrais para as mudanças do papel da mulher na sociedade e para a transformação da cidade do Rio de Janeiro. Chiquinha Gonzaga, Luz del Fuego, Pagu, Olga Benário, Giorgina de Albuquerque, Nicolina Vaz, Antonieta Santos Feio, Carmen Miranda, Elizabeth Bishop, Rachel de Queiroz, Clarice Lispector, Stela do Patrocínio, Nise da Silveira, Maria Martins, Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Maria Bonita, Lina Bo Bardi, dentre tantas outras, formarão um percurso audiovisual de muita força, reunindo obras, documentos, fotografias, vídeos, sons, esculturas, roupas, objetos pessoais, textos. Livre. Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, 5, Centro. De terça-feira a domingo, das 10h às 17h. R$ 8 (as terças-feiras com entrada gratuita). Até 20 de setembro.

A Praia (The Beach). Há quase quatro décadas vivendo no Rio de Janeiro, o artista americano John Nicholson ainda se surpreende diariamente com a vitalidade e a beleza da cidade. A luz, os espelhos d’água do mar e da Lagoa, as sombras das montanhas que contrastam e emolduram o cenário. Cenas corriqueiras como o passeio no calçadão, o vendedor de biquínis, crianças brincando no mar e jovens se bronzeando na areia estão reunidas na exposição A Praia (The Beach). A série de pinturas, que começou a ser desenvolvida em 2009, retrata bem o cotidiano das praias da Zona Sul. “Meu trabalho é sobre o meu autoexílio no Rio de Janeiro de luminosidade intensa, calor, com seus ritmos barulhentos e vitais. Gosto de captar a personalidade única da cidade”, resume o artista. Livre. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa. Terça a domingo, 10h a 18h. Grátis. Até 31 de maio.

Rio – Uma paixão francesa. Seleção de 75 fotografias e vídeos que, provenientes dos acervos das mais respeitadas instituições francesas – Centre Georges Pompidou, Maison Européenne de la Photographie (MPE), Société Française de la Photographie e Musée Nièpce –, retratam o Rio de Janeiro por ângulos originais e singulares. Rio – Uma paixão francesa reúne registros feitos por artistas como os brasileiros Marc Ferrez, Augusto Malta, José Oiticica, Alberto Ferreira e Rogério Reis, os franceses Raymond Depardon e Vicent Rosenblatt, o marroquino Bruno Barbey e o romeno Ghérasim Luca, entre outros expoentes da fotografia do século 19 à atualidade. Livre. Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, 5, Centro. Terça a domingo, 10h a 17h. R$ 8 (Grátis, às terças). Até 9 de agosto.

Kurt Klagsbrunn, um fotógrafo humanista no Rio (1940-1960). O imaginário fotográfico do Rio de Janeiro das primeiras décadas do século XX é formado, majoritariamente, pela obra de Marc Ferrez e Augusto Malta, fotógrafos de grande relevância cujo olhar panorâmico foi capaz de cobrir grande parte da história urbanística e social da capital brasileira nesse período. Por sua vez, a dimensão subjetiva da população desse período escapou ao trabalho desses dois artistas, sendo, portanto, pouco explorada na história iconográfica e social do Rio de Janeiro. É na intenção de trabalhar a partir dessa lacuna que o MAR apresenta a obra do fotógrafo austríaco Kurt Klagsbrunn, autor de milhares de imagens sobre o Rio de Janeiro nos anos 1940 e 50. Curada em interlocução com Márcia Mello, coautora do livro Refúgio do Olhar; a fotografia de Kurt Klagsbrunn no Brasil dos anos 1940 (Editora Casa da Palavra), a exposição revelará à cidade um Rio de Janeiro renovado pelo olhar ainda pouco conhecido desse artista. Livre. Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, 5, Centro. Terça a domingo, 10h a 17h. R$ 8 (Grátis, às terças). Até 9 de agosto.

Elifas Andreato: Contornos da Música Carioca. A exposição pretende apresentar o envolvimento integral do artista com a música produzida no Rio de Janeiro, seus principais personagens, cenários e produtos, como capa de discos, cartazes e peças gráficas de shows. Por meio de representações cenográficas, fotografias, reproduções, peças gráficas e diversos recursos audiovisuais, a mostra apresenta o processo de criação, e as técnicas e histórias da produção do artista gráfico Elifas Andreato, que completou 50 anos de carreira em 2014. Uma série de reproduções consagradas que habitam o imaginário popular. Livre. Centro Municipal de Referência da Música Carioca Artur da Távola. Rua Conde de Bonfim, 824, Tijuca. Terça a domingo, 10h a 18h. Até 13 de dezembro.

Se Liga! A arte e a ciência são resultantes complementares da habilidade humana de criar. Mais de 10 artistas ocupam 4 salas com obras que dialogam com conteúdos científicos diversos apresentados na exposição, numa experiência de aprendizado lúdica para todas as idades. Livre. Centro Cultural Banco do Brasil. Rua 1º de Março, 66, Centro. Segunda a domingo, 9h a 21h. (Fecha às terças). Grátis. Até 25 de maio.

Osmar Dillon: Não Objetos Poéticos. Exposição de objetos, desenhos e poesias do artista paraense Osmar Dillon, realizados entre 1959 e 1972, que marcaram sua participação no movimento Neoconcreto. A exposição cumpre importante lacuna no que se refere à obra do artista, falecido em 2013, reunindo trabalhos praticamente desconhecidos do público. Integra o projeto a realização de uma palestra para discutir a relação entre poesia, escrita e artes visuais no Brasil. Curadoria de Roberto Feitosa e Izabela Pucu. Livre. Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica. Rua Luís de Camões, 68, Centro. Segunda, quarta e sexta, 12h a 20h. Terça, quinta, sábado e feriado, 10h a 18h. Grátis. Até 23 de maio.

Fonte: Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro